Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Educação Metodista promove encontro para criação de Comitê para Educação a Distância

Educação Metodista promove encontro para criação de Comitê para Educação a Distância

Objetivo é elaborar diretrizes para atuação integrada de todas as instituições na área de EAD

05/09/2016 17h29

Educação Metodista promove encontro para criação de Comitê para Educação a Distância

Em encontro realizado no último dia 1 de setembro, a Educação Metodista deu os primeiros passos para a criação do Comitê para Educação a Distância. A reunião ocorreu no Instituto Metodista de Ensino Superior (IMS), em São Bernardo do Campo (SP), e contou com a presença de representantes de todas as unidades de ensino superior que compõem a instituição.

A agenda da reunião contou com a palavra da Pastoral Escolar e Universitária; apresentações institucionais, de ferramentas educacionais do Office 365 (Microsoft) e do projeto Moodle Presencial; além de debates sobre as competências do Comitê para a Educação a Distância, as diretrizes iniciais das disciplinas semipresenciais e do programa de capacitação docente continuada em EAD.

Os assuntos foram discutidos por representantes de todas as unidades de ensino superior da Educação Metodista. Estiveram presentes integrantes de Universidade Metodista de São Paulo (Umesp), Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep), Faculdade Metodista Granbery, Faculdade Metodista de Santa Maria (Fames), Centro Universitário Izabela Hendrix e Centro Universitário Metodista – IPA.

A função inicial da comissão é criar diretrizes para implementação das disciplinas semipresenciais em todas as unidades da Educação Metodista e estabelecer as políticas de capacitação para oferta de educação a distância de modo integrado. “O objetivo é que esse comitê possa colaborar com uma articulação no campo pedagógico de modo conjunto e participativo”, explica Luciano Sathler, Diretor de Educação a Distância da Educação Metodista.

A conjuntura institucional da Educação Metodista serve para justificar a criação do Comitê. Diante das demandas surgidas com novos serviços, a necessidade de diretrizes específicas para o setor se tornou latente. “No momento, Unimep, Izabela Hendrix e IPA estão em processo de credenciamento de cursos de educação a distância junto ao Ministério da Educação. Juntamente com a Umesp, as unidades irão oferecer formações EAD de reconhecida qualidade”, esclareceu Sathler.

A partir do encontro realizado, os próximos passos para a formação do Comitê para a Educação a Distância incluem a criação coletiva de uma série de documentos. “Vamos formatar propostas e enviá-las para órgãos internos, dirigentes das faculdades e direção geral. Ao fim do processo, teremos uma política de atuação no campo das semipresenciais e da EAD”, finaliza o Diretor de Educação a Distância da Educação Metodista.

Confira abaixo os depoimentos dos participantes sobre o encontro:

– Luciano Sathler, Diretor de Educação a Distância da Educação Metodista
O encontro consolida os 10 anos da Educação Metodista a Distância. Esse é um momento muito importante. Ao trazer as diferentes realidades e experiências para debate, conseguimos criar um patamar comum de onde podemos avançar. Todos desenvolvem as suas vivências a partir de suas práticas e aqui conseguimos entender melhor as perspectivas e expectativas individuais. Assim, conseguimos criar uma base comum.

 Marcos Wesley da Silva, Diretor da Fames
A construção coletiva do futuro é o mais importante desse encontro. O interessante é que, mesmo com o objetivo da criação de uma proposta única, as individualidades das unidades são preservadas e reconhecidas. Trabalhamos sob a perspectiva da troca e da conscientização da importância no uso das tecnologias EAD.

– Sanete Irani de Andrade, Coordenadora do setor de Avaliação Institucional da Unimep
Acho importante conhecer as experiências dos colegas que já trabalham como isso e pensar em um modelo único para que todas as instituições possam se adaptar. O melhor que ouvi aqui foram as experiências. Ainda que distintas, são agregadoras para a gente pensar no futuro.

– Ricardo Aveline, Coordenador do Núcleo de Educação a Distância do IPA
A importância do encontro diz respeito ao processo de integração. A união faz a força, como diz o jargão. A verdade é que cada professor tem uma experiência pessoal no ensino a distância. Nós nos reunimos e conversamos sobre esses temas, o que faz com que essas bagagens sejam compartilhadas e haja um enriquecimento cultural no sentido do conhecimento sobre EAD.

– Adriana Azevedo, Coordenadora do Núcleo de Educação a Distância da Umesp
O mais importante desse momento de hoje foi a socialização das experiências de cada uma das instituições da Educação Metodista no que se refere às disciplinas semipresenciais. As conversas indicam um caminho para nos alimentarmos desses conhecimentos para fazermos uma coisa bonita e compartilhada.

– Rosilãna Dias, Coordenadora do Núcleo de Educação a Distância do Granbery
É uma iniciativa com intuito de gerenciar melhor o que já acontece individualmente nas instituições. Com os desdobramentos, tudo vai acontecer de forma ainda mais integrada e coletiva. O encontro foi muito importante, um pontapé inicial para esse movimento. As realidades são diferentes, mas com muitas coisas em comum. Foi bom saber como as unidades funcionam, até para dar um respaldo no que já fazemos individualmente. Foi bastante enriquecedor.

– Cecília Oliveira, Coordenadora do Núcleo de Educação a Distância do Izabela Hendrix
É extremamente importante para a Educação Metodista a criação desse comitê. É através das trocas de experiências e diferentes concepções que criaremos um modelo que vai impactar ainda mais positivamente os nossos alunos.

– Lana Santos, coordenadora de curso pós-graduação EAD da Umesp
É interessante conhecermos como outros lugares trabalham, aqui acabamos nos familiarizando com as diversas realidades. O encontro foi ainda mais importante para definirmos diretrizes e chegarmos a um consenso para a melhoria da educação, isso é fundamental para nós.

– Barbara Gritti, Gerente de Telecomunicações e Redes da Educação Metodista
Abordarmos a parte técnica relacionada à educação a distância. Discutimos ferramentas, plataforma Moodle, entre outros dispositivos. O objetivo é formatar um modelo para a Educação Metodista a partir das necessidades e especificidades de cada local.

– Fernando Scapim, Analista de Suporte da Educação Metodista
O encontro serviu como pontapé inicial para entendermos os desafios e necessidades envolvidos na criação de um novo serviço plenamente integrado para ser utilizado pelo EAD da Educação Metodista.